Vice-presidente do PSC, Marcondes Gadelha defende mudanças na legislação eleitoral

Publicado: sexta-feira , 26 de abril 2019 23:33


O vice-presidente nacional do Partido Social Cristão, o ex-senador Marcondes Gadelha, defendeu, nesta sexta-feira (26), alterações na legislação eleitoral, que passam, necessariamente, por três pontos: adoção do voto distrital e mudanças no sistema de governo e no sistema eleitoral.

Um dos palestrantes no seminário sobre liderança em política e economia realizado pelo PSC em Manaus, Gadelha apresentou o posicionamento do partido a respeito desses pontos e os encaminhamentos internos da legenda.
Segundo Gadelha, o voto facultativo é um consenso dentro do PSC, inclusive com posicionamento oficial já assumido e uma proposta de emenda constitucional que tramita no Congresso Nacional.

“O voto não deve ser entendido como um dever. Obrigar [o cidadão] a votar soa um tanto hipócrita, pois existem mil artifícios que o eleitor usa para não votar”, ponderou.

Gadelha também ressaltou a PEC que institui o voto distrital, uma defesa do partido para mudar o sistema eleitoral. Segundo ele, esse tipo de voto acabaria com eventuais injustiças produzidas nas urnas, em que candidatos com boa votação ficam sem mandato porque não atingiram o quociente eleitoral, enquanto outros, com votação bem menos expressiva, acabam recebendo um mandato.

Por último, o decano do PSC defendeu mudanças no sistema de governo, cujo tema ainda está em debate interno na legenda. “Tenho absoluta convicção de uma coisa: o sistema presidencialista não funcionou e não funciona no Brasil. São pelo menos 100 anos de observação, com uma sucessão de crises, suicídio, renúncias, impeachment, ditaduras, ineficiência e corrupção”, elencou.

O ex-senador ressaltou que nenhum sistema eleitoral é perfeito, “mas isso não nos exime da obrigação de procurar aprimorar o nosso sistema, dar mais transparência, representatividade e coerência “, finalizou Gadelha.

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC