Takayama quer explicações sobre situação de refinaria brasileira no Japão

Publicado: terça-feira , 23 de agosto 2016 18:24

O Deputado Takayama (PSC/PR), presidente da Frente Parlamentar Brasil-Japão, solicitou uma audiência pública, a ser realizada pela Comissão de Minas e Energia, com a presença dos diretores da Petrobras, para explicar os motivos do encerramento das atividades da estatal brasileira na refinaria Nansei Sekiyu Kabushiki Kaisha (NSS), situada na Ilha de Okinawa, no Japão.

Em 2008, a Petrobras entrou no setor de refino no Japão, adquirindo participação na Nansei Sekiyu, e, posteriormente, comprando 100% do negócio. Em março de 2015, foram encerradas as atividades de refino e, a partir de abril de 2016, a unidade em Okinawa tornou-se apenas um terminal marítimo e já foi colocada à venda diversas vezes.

De acordo com o deputado Takayama, a refinaria é deficitária, gerou desemprego na região, a ponto do negócio hoje estar sendo comparado ao caso da compra da refinaria de Pasadena, no Texas, Estados Unidos.

“Precisamos saber como está a situação da Nansei, pois além de não produzir, ainda está trazendo problemas de ordem técnica e estratégica ao governo japonês e prejuízos à Petrobras”, alertou o parlamentar do PSC.

Aryana Aragão
Ascom PSC Nacional 

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC