PSC Mulher leva autoestima e politização para Poços de Caldas

Publicado: quinta-feira , 10 de março 2016 14:05

No fim de semana, mulheres do município mineiro receberam a caravana da política virtuosa, que levou palestras sobre violência doméstica, empreendedorismo, política e autoestima.

O primeiro evento do PSC Mulher de 2016 aconteceu em Poços de Caldas, MG, no último sábado, 5 de março. Foi a vez das mineiras passarem uma tarde muito agradável na companhia das coordenadoras do Movimento e convidadas, que ministraram palestras sobre empreendedorismo, política e autoestima.

A presidente nacional do PSC Mulher, Denise Assumpção, que também é coach, elevou a autoestima das mulheres presentes com palavras de motivação. “Pelo menos uma vez por dia, faça alguma coisa por você! Você faz comida para o seu filho, lava a roupa para o marido, trabalha para o chefe, e o que você faz por você? Faz uma caminhada, uma academia? A saúde é sua! Você não precisa ser a mais rica, a mais maravilhosa pra ser feliz. Tem mil coisas que você pode fazer por você, mas a mais importante é ser mais você!”, disse Denise.

Jemima Santana, presidente do PSC Mulher de Salvador, BA, ressaltou a importância de a mulher acreditar na força que tem dentro de si. “Na Bíblia, a gente aprende que podemos todas as coisas naquele que nos fortalece. No momento em que eu acredito que eu posso, que sou capaz, eu consigo, porque tudo é gerado através da nossa mente, da nossa crença”. Jemima finalizou lançando um desafio às mulheres: “Confie mais em você, no seu potencial que você pode chegar muito além, basta acreditar, confiar e correr atrás, porque nada na nossa vida acontece por acaso”.

Política Virtuosa
Lia Rachid, coordenadora do PSC Mulher na Área Metropolitana de Belo Horizonte, MG, falou sobre o lema do Movimento: o nascimento de uma política virtuosa. “É nessa política virtuosa que nós acreditamos. Uma política do bem, instrumento de transformação social, que modifica as realidades. Não tem como pensar em coletivo sem pensar em indivíduos”. Lia destacou a importância de a mulher estar bem com ela mesma para poder participar da política.

“É muito importante a gente aprender a se sentir merecedor. Não existe a gente ocupar um espaço público se não se sentir merecedor. E quando você se cala e não ocupa um espaço e não ajuda a construir um país melhor, você é responsável pelo governo que está aí. Seja pela sua omissão, seja por falar que não gosta de política”, disse.

Em sua palestra, Maria Delurdes, coordenadora nacional de filiação do PSC Mulher, explicou que o PSC é um partido que tem o propósito de qualificar pessoas, de capacitar pessoas pra fazer a diferença na sociedade. “Nem todas as pessoas precisam ser candidatas, muitas podem fazer a diferença sendo professor, médico, advogado, mas tendo um compromisso. Um compromisso que é o que nós mais ansiamos nesse cenário que se apresenta hoje na política nacional. Uma conduta reta, uma conduta justa, porque nós esperamos um pouco mais”, falou.

Janaína Mendes, presidente do PSC Mulher de Poços de Caldas, ressaltou a necessidade de as mulheres pensarem no papel que cada uma exerce na sociedade. “A gente aprende desde cedo que o papel da mulher é atrás do tanque, da pia… e o que eu quero passar é que não, a mulher tem que estar onde ela quiser, a roupa que ela deve vestir é a que ela quiser e que faz ela feliz. A gente tem buscado a igualdade há muito tempo. E a mulher pra se fazer presente deve estar em todos os setores da sociedade. Tanto na politica, educação e cultura, somos nós que decidimos onde queremos ficar”, disse.

Empreendedorismo e projeto social
Uma das convidadas para palestrar no evento foi Jéssica Leite, empresária e idealizadora da Rede Empreende Mulher. O projeto foi lançado em julho de 2015 e tem o objetivo de apoiar e qualificar a mulher para o mercado de trabalho. “Contamos com 160 mulheres cadastradas e já fizemos 16 eventos, todos gratuitos e com foco educacional. Nós estamos capacitando as mulheres para que elas conheçam e saibam do que estão falando, para que dentro do mercado de trabalho, como líderes, elas saibam como se portar e se empoderar”, explicou.

A administradora Marlene Silva também falou sobre a importância de as mulheres buscarem algo a mais pela sociedade e por si mesmas. “Sempre uma grande ideia é uma ação empreendedora. Por isso quando temos grandes ideias, passamos a empreender. A necessidade de fazer diferente é inerente à mulher devido à maternidade, que está relacionada a trazer algo a mais pro mundo. A mulher tem essa ação questionadora”, afirmou.

PSC Mulher X Ações sociais
A empresária e coordenadora nacional de projetos sociais do PSC Mulher, Soledady Carrara, falou das ações sociais que o Movimento tem realizado pelo Brasil. E convidou as mulheres a indicarem projetos que precisam de ajuda.

“Quero fazer um pedido a vocês. Quem tiver um projeto, quem vir alguma coisa na sua rua, na vizinhança, traga pra gente. Quem sabe nós podemos ajudar, melhorar, aprofundar”, convidou.

Soledady exemplificou com o projeto “Que seja breve, que seja leve”, que ajuda mulheres com câncer e recentemente recebeu muitas doações por intermédio do PSC Mulher. “Conseguimos arrecadar bastante material, muitos lenços. Quando enviei pra elas, tudo foi muito bem recebido. Uma coisa que elas não esperavam”, disse.

Violência Doméstica
A psicóloga Lêda Chaves explicou como funciona a cabeça do homem agressor e disse como as mulheres devem agir para colocar um fim no ciclo de violência. “A violência está naturalizada. Se eu vi meu pai humilhar minha mãe, menosprezar, agredir, eu tenho todas as probabilidades de repetir isso no meu relacionamento… Por isso que a mulher precisa se conhecer. Conhecer a história dela pra quebrar esse ciclo que vai ser repetido. Isso não é destino, não é maldição, é um funcionamento psíquico que faz com que você repita a história de seus antepassados”, disse.

Clique AQUI e veja todas as fotos do evento!

ASCOM PSC Nacional

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC