PSC leva agenda de desenvolvimento econômico para o interior do Ceará

Publicado: segunda-feira , 10 de julho 2017 14:15

 

O município de Cedro, no Ceará, será a primeira cidade do projeto Agenda Estratégica, que tem o objetivo de promover o desenvolvimento econômico e sustentável dos municípios cearense. A iniciativa é da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece) e vai fortalecer as cadeias produtivas de Cedro, principalmente nas áreas de bovinocultura de leite, caprinovinocultura, piscicultura, apicultura e avicultura.

A experiência em Cedro deve servir de modelo para outras cidades do estado. Segundo a presidente da Adece, Nicolle Barbosa, a ideia é otimizar a estrutura organizacional do município, aproveitando os recursos disponíveis e aprimorando a qualificação dos agentes públicos.

“O resultado de tudo isso será tornar a cidade mais atrativa para receber investimentos. Para isso, serão implantadas ações de curto, médio e longo prazo”, afirma Barbosa.

O prefeito de Cedro, Nilson Diniz, explica que, para a realização do projeto, foi feito um complexo diagnóstico das competências, potencialidades e vocações do município.

“Pela primeira vez a cidade conta com um planejamento neste nível de detalhe e de gerenciamento de metas. Ao lançar esta Agenda, a Prefeitura inova com o advento de uma gestão baseada na eficácia, com foco na melhoria contínua dos indicadores de desempenho”, destaca Diniz.

Metas do projeto

Cedro terá como direcionamento o fortalecimento das cadeias produtivas locais, diagnosticadas a partir do levantamento realizado pela Prefeitura. Além disso, um programa de promoção e estímulo ao empreendedorismo deverá ser adotado, para a formalização de microempreendedores individuais e a criação de micro e pequenas empresas locais.

O projeto tem como uma das metas atrair, no mínimo, duas indústrias para o município até 2020. No mesmo prazo, o planejamento prevê um incremento de 20% no número de empregos gerados e de 30% na quantidade de produtores assistidos.

A Agenda Estratégica também prevê um crescimento de 25% na formalização de empresas até 2020. A partir de parcerias com os sistemas Fecomércio, Sistema S, Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec), mil pessoas devem ser capacitadas a cada ano.

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC