Presidente do PSC Mulher debate o motivo das mulheres não decolarem na política

Publicado: quarta-feira , 22 de junho 2016 18:43

De acordo com a presidente nacional do PSC Mulher, Denise Assumpção, existem inúmeras dificuldades que impendem o avanço das mulheres na política, como falta de apoio da família, de recursos financeiros e o pesamento retrógrado de que mulheres não devem se envolver nas questões políticas.

“Hoje recebo muitas mulheres no partido colocando seus nomes à disposição, querendo se candidatar, mas reclamam de falta de apoio de toda ordem, mas temos ainda um cenário pior: da que defende que o lugar de mulher cristã é apenas dentro de casa, cuidando dos filhos e marido!”, destacou Denise.

A discussão foi levantada pela presidente no evento do PSC Mulher São Paulo, no último sábado (18/06), na Assembleia Legislativa do estado, com a presença de filiadas, lideranças locais e presidentes do PSC Mulher de vários municípios.

As participantes receberam as boas-vindas da presidente regional do PSC Mulher, Débora Nascimento. Ela enfatizou que a ideia não é trabalhar com um complexo de superioridade das mulheres em relação aos homens, mas garantir o trabalho em conjunto, um contribuindo com as conquistas e avanços do outro.

“Espero contribuir com as mulheres guerreiras do PSC São Paulo para que as famílias sejam protegidas, respeitas e ouvidas e para que nossas crianças sejam poupadas da violência doméstica, dos maus tratos, do trabalho infantil, da falta de amor e de uma educação de qualidade”, completou a presidente regional.

A palestrante convidada Aline Szewkies trouxe o tema “A Mulher na política de Israel”, um país conservador, mas que desde as primeiras eleições, em 1948, contou com a participação feminina nos pleitos e no parlamento.

“Golda Meir, casada, com filhos, virou primeira-ministra de Israel e se reunia com as oito pessoas mais importantes do Estado em sua cozinha. Eles discutiam junto com Golda o futuro do país enquanto ela fazia bolo de mel, inclusive esse bolo dela era muito famosos”, contou Aline, mostrando que é possível a mulher participar da política sem deixar a família de lado.

Na oportunidade, também foi empossada a nova diretoria do PSC Mulher São Paulo: Débora Nascimento, presidente regional; Sônia Barros, vice-presidente regional; Rosilene Campos, 2ª vice-presidente; Terezinha Neves, 1ª secretária; Suzana Góis, 2ª secretária; Lígia Manzo, 1ª tesouoreira; Rosemeire Teixeira, 2ª tesoureira.

Prestigiaram o evento o vice-presidente do PSC São Paulo, deputado estadual Márcio Camargo; o secretário-geral do PSC, Manoel Nascimento; a vereadora pelo PSC em Iracenópolis, pastora Elaine Alves.

Aryana Aragão
Ascom PSC Nacional 

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC