PSC Jovem luta para ampliar democracia na UNE

Publicado: quinta-feira , 09 de março 2017 16:28

O presidente do PSC Jovem Brasília, Samuel Oliveira, participou de uma reunião de lideranças estudantis, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), nos dias 5 e 6 de março, a fim de colaborar com o processo de transição da presidência da União Nacional dos Estudantes (UNE). Eles definiram os delegados e conselheiros que participarão do Congresso da UNE, que elegerá seu novo presidente.

Segundo Samuel Oliveira, o objetivo é organizar “uma chapa consistente e representativa para combater o monopólio institucional instaurado pela esquerda dentro da UNE”, diz .

Oliveira também afirma que os estudantes querem ajudar a combater e esclarecer todas as irregularidades que, porventura, existam na UNE e devolvê-la, verdadeiramente, aos estudantes. “Vamos combater por todas as frentes: precisamos tirar o poder dessa gestão que desvirtuou a entidade e se esqueceu de representar os estudantes, em seguida, dentro da entidade, poderemos colaborar, com dados,  para que se investigue o que foi feito com todo dinheiro público doado pelo governo PT”, comenta.

Desde a sua criação, em 1938, com raros períodos de interrupção, a instituição foi presidida, majoritariamente, por partidos de esquerda. Nos últimos anos, mais precisamente, pelo PCdoB.

Durante todo o ano de 2016, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) tentou implantar na Câmara dos Deputados uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o uso irregular de dinheiro público por parte da União Nacional dos Estudantes (UNE). De acordo com o parlamentar, em 2010, a instituição recebeu mais de 30 milhões da União para construção de sua sede, um prédio de 12 andares na Praia do Flamengo, Rio da Janeiro, mas o terreno ainda continua intacto.

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC