Paulo Eduardo Martins torce por abertura da CPI da Lava Toga

Publicado: sábado , 31 de agosto 2019 12:29

O deputado federal Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) termina a semana com um alerta: os brasileiros precisam ficar de olho nas decisões do Supremo Tribunal Federal.

A anulação da condenação de Aldemir Bendini, ex- presidente da Petrobrás e do Banco do Brasil jogou luz à possibilidade de um efeito cascata em condenações da Lava-Jato e até de outras operações. Para Paulo Eduardo Martins, essa decisão do supremo é bizarra. “Eles entenderam que o colaborador é o responsável pela denúncia. Mas processualmente, não é isso. O responsável pela denúncia é o Ministério Público, que usa as informações das colaborações”.

Acostumado a dar declarações polêmicas, Paulo Eduardo Martins não agiu diferente neste tema: “É um verdadeiro malabarismo jurídico com o objetivo que me parece político, para se chegar ao objetivo de soltar o Lula. E a sociedade já entendeu isso”. Sem temer retaliações, o deputado federal critica o comportamento dos ministros do STF: “O Supremo deveria ser o guardião da Constituição, pacificador dos nossos conflitos. Mas, graças a esse ativismo do Supremo, virou o contrário. Ele é o centro da instabilidade nacional”.

O deputado federal Paulo Eduardo Martins acredita que essas decisões do Supremo aumentam a pressão para a abertura chamada CPI da Lava Toga. “Torço para que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre instale logo essa Comissão. O povo quer e o Brasil precisa”.

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC