Osires Damaso (PSC/TO) se manifesta a favor das mudanças feitas no projeto da reforma da Previdência

Publicado: quarta-feira , 26 de junho 2019 16:13

Na sessão de debates realizada na Comissão Especial da Reforma da Previdência, o deputado Osires Damaso (PSC/TO) disse que está “mais tranquilo” com a nova versão da proposta apresentada pelo relator da matéria, Samuel Moreira (PSDB/SP), que excluiu do texto principal os artigos relativos ao trabalhador rural e à concessão do benefício assistencial aos idosos e às pessoas com deficiência (BPC), ou seja, as regras atuais permanecerão válidas.

Damaso lamentou a retirada dos servidores estaduais e municipais do texto, pois, para ele, seria uma oportunidade de “fazer o país alavancar”, e pediu ao relator uma proposta melhor para os professores. “E eu espero que seja apresentada uma proposta melhor para os professores, reduzindo mais a idade não só das professoras, mas também dos professores, porque todos nós sabemos que enfrentar sala de aula hoje não é fácil”, alertou o parlamentar.

Colocar o auxílio-reclusão e o salário-família sob as mesmas regras desagradou o parlamentar tocantinense, que sugeriu ao relator fazer a desvinculação dos dois benefícios. “Às vezes, o pai de família tem mais cuidado de não cometer crime, preocupado com a criação dos seus filhos, com o sustento da sua família. Um auxílio-reclusão elevado pode motivar as pessoas a cometer crime para ter benefício. Eu acho que bandido não tem que receber nada. Ele tem é que passar fome para entender que não vale a pena cometer crime”, argumentou Damaso.

O novo relatório – assim chamado porque havia o “velho”, do relator Arthur Maia (PPS/BA), no governo do então presidente Michel Temer – foi apresentado dia 13 de junho e está nesta quarta-feira (26) em seu 4º dia de discussão. A expectativa é que, ao final das discussões, o relator ainda faça uma complementação de voto, antes da apreciação pelo colegiado.

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC