Líderes indígenas defendem indicação do PSC à presidência da Funai

Publicado: quinta-feira , 03 de novembro 2016 18:50

O movimento independente indígena, representando etnias das diferentes regiões do país, se reuniram com o presidente nacional do PSC, Pastor Everaldo, nesta quarta-feira (03), a fim de ratificar o nome do general Franklimberg Ribeiro de Freitas, indicado pelo PSC para presidir a Funai.

A tenente do exército Sílvia Waiãpi destacou que as Forças Armadas são um esteio para índio na aldeia e que eles não têm qualquer receio de um general no comando da Funai.

“Nós pesquisamos muito tanto sobre o Peternelli quanto sobre o Franklimberg, buscamos a verdade e vimos que são bons nomes para o cargo. Apoiamos totalmente a indicação do PSC, pois sabemos que o general é uma pessoa capaz de organizar a desordem que está aí”, concluiu a tenente.

O pastor Everaldo ressaltou que a intenção do partido é o que índio tenha o mesmo tratamento que qualquer outro cidadão, ressalvando suas peculiaridades.

“Assim como qualquer pessoa, o índio precisa de educação, saúde de qualidade e respeito, e não merece ser tratado como massa de manobra para atender interesses escusos.”

Anteriormente, o PSC havia indicado o nome do general Peternelli para assumir a pasta, no entanto, o Ministério da Justiça, sentindo-se pressionado, recuou e não aceitou a indicação.

Para o cacique Jocélio Xukuru, uma forte liderança indígena do nordeste, o MJ foi pressionado por 3 ou 4 índios e isso não está certo: “Estamos aqui representando mais de 360 lideranças indígenas de todo o país.”

Aryana Aragão
Ascom PSC Nacional

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC