Governo atende pedido de parlamentares cristãos pela aceitação de recomendação do Vaticano na ONU

Publicado: segunda-feira , 18 de setembro 2017 19:25

Por telefone, o presidente Michel Temer informou ao líder do PSC na Câmara, deputado Victório Galli (PSC-MT), que o governo brasileiro voltou atrás e vai aceitar a recomendação do Vaticano que pede proteção dos nascituros e da família formada por marido e mulher, na parte da Revisão Periódica Universal do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Acompanhado de representantes das frentes parlamentares Evangélica e Católica, Galli esteve no Palácio do Planalto, na quarta-feira (13), para pedir revisão na decisão do governo de rejeitar a recomendação do Vaticano.

“Com muita alegria, aviso que o presidente da República vai atender nosso pedido e proteger os bebês não nascidos e o casamento tradicional, assim como recomenda o Vaticano”, comemorou o líder Victório Galli. As recomendações vão, inclusive, ao encontro do que foi discutido na Câmara nos projetos do Estatuto da Família (aprovado em 2015) e do Estatuto do Nascituro (em tramitação).

De acordo com o presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado Takayama (PSC-PR), mais de 80% da população brasileira é cristã (86,8%, de acordo com o IBGE), defende a vida desde a concepção e é a favor da família, e as decisões do governo não podem ir contra o desejo da maioria da população.

 

PSC nas redes sociais

PSC
  Youtube
  Instagram

Cadastre-se e Acompanhe o dia a dia do PSC